JUSTIÇA DETERMINA QUE EX-NOIVO PAGUE INDENIZAÇÃO APÓS ROMPIMENTO